Curta a nossa página
09/06 08h20 2021 Você está aqui: Home / Notícia Emanuel Vital Imprimir postagem

Paciente em Teresina que usou “kit Covid” para tratar coronavírus desenvolveu bolhas na pele

O gerente comercial de uma imobiliária em Teresina, identificado como Marcelo Medeiros, 53 anos, desenvolveu uma severa reação dermatológica após ser diagnosticado com Covid-19 e tomar medicamentos do chamado “kit Covid”.

Segundo matéria veiculado no portal Metrópoles, Marcelo testou positivo para Covid-19 no dia 7 de abril de 2021 e, após receber atendimento médico em um hospital da rede privada em Teresina, seguiu recomendação médica para uso dos medicamentos ivermectina e azitromicina.

Após duas semanas em isolamento e já sem o quadro sintomático característico (tosse, febre, falta de ar), ele notou o aparecimento de bolhas na pele.

“Começaram a surgir bolhas nos meus braços. Em dois dias, meu corpo estava tomado. Sabe o que é não saber o que você tem? Passei 5 dias sem dormir”, contou o gerente comercial ao Metrópoles. 

Após o sintoma, ele procurou atendimento no Hospital São Marcos, em Teresina, e inicialmente foi diagnosticado com penfigóide bolhosa aguda. Marcelo foi medicado com corticóides, que não foram capazes de conter o surgimento de novas bolhas.

(Foto: Arquivo Pessoal)

Ele chegou a ter de ficar internado para tratar os problemas na pele.

“Não conseguimos fechar com certeza o diagnóstico dele, pois não foi possível realizar um exame de imunoflorescência direta”, explica a médica dermatologista Lia Raquel Vale, do Hospital São Marcos, em Teresina.

O exame, que analisa parte do tecido lesionado, não foi realizado, uma vez que o material colhido precisava ser enviado para um laboratório em São Paulo.

(Foto: Arquivo Pessoal)

(Foto: Arquivo Pessoal)

 

 

Fonte: Metrópoles


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.