Curta a nossa página
02/03 19h01 2021 Você está aqui: Home / Oeiras Emanuel Vital Imprimir postagem

Oeiras recebe quantidade de vacinas menor que público-alvo a ser vacinado contra Covid-19

A cidade de Oeiras está entre os nove municípios piauienses que já informaram ter que recebido menos doses que o número de idosos existentes na cidade para a vacinação contra a Covid-19. O caso mais grave, até agora, é de Bom Jesus (a 600 km de Teresina) que faltam 93 doses para idosos com 90 anos. O levantamento está sendo feito pelo Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Piauí (Consems-PI).

Segundo os números, a população idosa estimada em dados pelo município de Oeiras apta a vacinar nesta fase atual de imunização é de 870, porém as doses que chegaram só dariam para imunizar 622 pessoas nesta idade.

A enfermeira Katharine Dantas, coordenadora municipal de imunização, detalhou ao folhadeoeiras a dinâmica da vacinação. De acordo com a profissional, até o momento a cidade recebeu doses da vacina para dois públicos, os profissionais de saúde e idosos a partir de 80 anos e as mesmas estão sendo aplicadas nas residências dos moradores. Ela informa que com relação aos profissionais da saúde, nem todos foram contemplados ainda, pois não houve oferta suficiente, faltando receber 227 doses pra contemplar todo esse público.

A enfermeira explicou que foram recebidas 160 doses pra vacinar pessoas com 90 anos ou mais, mesmo assim os imunizados foram 165 já que alguns frascos continham mais doses que o natural, neste grupo ainda ficaram 06 pessoas sem o imunizante. Para o público entre 80 e 89, a estimativa pro município é receber 622 doses, no entanto, de acordo com os dados do município, o público é de 870 idosos, ou seja, são 248 doses a menos que o total necessário.

“Das 230 doses da vacina para idosos de 85 a 89, destinamos 140 para a zona urbana e as demais para a zona rural, bem como as 90 doses que se destinam ao público de 80 a 84 anos foram priorizadas a zona rural devido a logística”, declarou Katharine Dantas.

De acordo com a presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Piauí (Consems-PI), Leopoldina Cipriano, essa defasagem acontece porque o Ministério da Saúde se baseia nos dados do censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2010, com uma estimativa para 2021.

 

Redação|Folhadeoeiras


Comentários

Atenção! Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião desta página, se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.